Inovação = Criatividade + Disciplina

Por: Janguiê Diniz
inovação 04

O que vem à sua mente quando você pensa em inovação? A grande maioria das pessoas irá pensar em mudanças. Entretanto, quando relacionamos inovação às empresas, a inovação precisa ser uma cultura que começa com processos claros, ferramentas eficientes e um time multidisciplinar.

É importante começarmos esclarecendo que inovação e criatividade não são a mesma coisa. Criatividade é pensar coisas novas e inovação é fazer coisas novas. Inovação é a implementação de um novo ou significativamente melhorado produto, serviço, processo de trabalho, ou prática de relacionamento entre pessoas, grupos ou organizações.

Inovar implica relacionar várias coisas, entre elas a criatividade e a disciplina. Isso fará com que as organizações se transformem em fábricas de ideias. Mister se faz entender que o mundo e a sociedade têm mudado muito rápido e acompanhar essa evolução não é apenas desejável, mas uma questão de sobrevivência para os negócios.

Desde a infância, somos treinados para deixar de lado nossa criatividade e intuição, nos enquadrando em uma visão rotineira e convencional das coisas. Mas, sob o ponto de vista de alguns escritores e cientistas para sermos criativos é necessário “desaprender” grande parte do condicionamento imposto sobre nós desde nosso nascimento e reaprender tudo e o que é exigido pela nova sociedade.

Criatividade é essencial, porém na etapa de planejamento. Já a disciplina é necessária em todo o processo e deve ser reforçada rotineiramente. Para entender, basta pensar em quantos incidentes ocorreram apenas porque as pessoas deixam para usar a criatividade no momento da execução de um determinado procedimento.

A inovação como resultado da combinação entre criatividade e disciplina é um modelo de negócio de longo prazo, que precisa ser duradouro e sustentável. Não se trata apenas de gerar novos produtos e/ou negócios, mas sim de uma nova cultura de base. A inovação tem como foco principal satisfazer clientes, combinando a visão, estratégias, princípios, processos, tecnologias, disciplina, atributos e principalmente pessoas.

Como empreendedores e gestores, precisamos entender que a inovação não pode ser tratada como algo acidental, mas sim, como o resultado de princípios e práticas que suportam a combinação de tecnologia e criatividade para satisfazer as necessidades dos clientes. A concorrência de mercado já não respeita as fronteiras físicas e uma inovação disruptiva pode acontecer a qualquer momento, mudando toda a história de um empreendimento.

Mestre e Doutor em Direito, Fundador e Presidente do Conselho de Administração do grupo Ser Educacional, Reitor da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau e da UNAMA - Universidade da Amazônia

Contatos

R. Treze de Maio, 254 - Santo Amaro - Recife - PE - CEP 50100-160
+55 (81) 3412-6285
+55 (81) 3413-4643