Vida longa à ABMES

Por: Janguiê Diniz
comemorar-aniversario

Neste mês, a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) completa 36 anos. Com uma trajetória de muitos desafios, mas também de grandes conquistas. O que temos hoje é uma jovem adulta, madura e consciente da sua relevância para o setor particular de educação superior e também para o desenvolvimento da educação como um todo no país.

Assim como uma pessoa ou qualquer outro organismo vivo, uma instituição também tem vida. Cada ação realizada, cada projeto concluído, cada colaborador que deixou sua marca são alguns dos elementos que pavimentam o caminho de uma entidade. Sendo assim, aniversário também é uma excelente oportunidade para uma organização refletir sobre seu percurso e traçar planos para o futuro.

Desde 2016 exerço o cargo de diretor presidente da ABMES, missão que muito me orgulha, mas minha história com a Associação retrocede a tempos bem mais longínquos que esses quase três anos. Considerando que uma instituição, apesar de viva, não pode ser personificada, me atrevo a fazer aqui uma breve reflexão sobre essa virada de ciclo da ABMES.

Com uma história marcada por muita luta e obstinação, a Associação foi criada com o objetivo de representar nacionalmente a educação superior particular. Hoje, ela consiste na maior representação do setor, assim reconhecida pelos diversos segmentos da sociedade, incluindo mantenedoras, governo e legisladores.

São 36 anos de consolidação de espaços de interlocução e de conciliação com órgãos governamentais, com a imprensa e também com os associados. Sempre pautada nos princípios constitucionais e nos direitos humanos fundamentais, a ABMES tem marcado presença no cenário brasileiro e contribuído para o desenvolvimento da educação superior do nosso país.

No último ano, essa projeção ganhou novas dimensões e a Associação passou a dialogar e a representar a educação superior brasileira também em outras nações. Rússia e Israel foram os destinos escolhidos para as primeiras delegações internacionais, mas, para além delas, a entidade também tem marcado presença em eventos internacionais e publicações acadêmicas do exterior, projetando para todo o planeta a relevância do setor particular no ensino superior brasileiro e também a posição estratégia de atuação da ABMES.

Uma reflexão sobre essa trajetória não se esgota em poucas linhas, tanto que por ocasião dos 35 anos foi elaborado um Memorial. Mas, ainda que muito resumida, ela nos dá a certeza de que a despeito de crises, governos ou momentos históricos, as escolhas feitas lá atrás, tanto pelos visionários que fundaram a Associação quanto pelos dirigentes que a conduziram ao longo das décadas, foram acertadas.

Hoje, estabilizada em uma base sólida, a ABMES tem o discernimento necessário para saber que muita coisa já foi feita, mas que ainda há muito trabalho a ser realizado. Sendo assim, neste ousado exercício, ouso dizer que os planos da Associação para o futuro consistem na manutenção das diretrizes que a trouxeram até este momento, mas sempre conectada com as transformações sociais e com as necessidades dos seus associados, dos estudantes e da educação superior como um todo.

Parabéns, ABMES, por seus 36 anos! Que sua trajetória siga vitoriosa e contribuindo para a transformação do Brasil no país que todos desejamos!

 

Mestre e Doutor em Direito, Fundador e Presidente do Conselho de Administração do grupo Ser Educacional, Reitor da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau e da UNAMA - Universidade da Amazônia

Contatos

R. Treze de Maio, 254 - Santo Amaro - Recife - PE - CEP 50100-160
+55 (81) 3412-6285
+55 (81) 3413-4643